• 28/01/2020

    Imóvel na planta: o que é preciso saber?

    Imóvel na planta: o que é preciso saber?

    Para pessoas que têm condições de esperar a finalização de uma obra, adquirir um imóvel na planta pode ser um ótimo negócio.

    Porém, alguns pontos devem ser levados a sério antes de assumir o contrato de compra de um imóvel na planta, para que acontecimentos indesejados, como atrasos na obra, não venham a acontecer.

    Hoje, separamos algumas dicas para evitar dores de cabeça e tudo saia como planejado. Não deixe de conferir!


    Saiba das suas necessidades

    O primeiro ponto que você deve analisar é o tempo de duração da obra. Ter em mente que imóveis na planta demoram para ficarem prontos, é fundamental. Por isso, é preciso que o comprador tenha outro local para morar enquanto o novo lar não esteja finalizado.


    Conheça a construtora

    Antes de fechar qualquer negócio, é muito importante conhecer a reputação da construtora no mercado. Procurar por avaliações e reclamações na internet, conversar com o corretor e com outros clientes, que já adquiriram imóveis da empresa, é uma ótima dica.

    Você também pode acessar o site do Procon, lá é fácil de encontrar reclamações e qualquer pessoa pode consultá-las.


    Pesquise preços e condições

    Comparar as opções disponíveis de imóveis no mercado é uma ótima maneira para não aplicar o dinheiro de forma equivocada - a internet é um exemplo de ferramenta que você pode utilizar para realizar a pesquisa.

    Separar as características que são prioridades, como a quantidade de quartos e garagens, e selecionar os imóveis que mais se aproximam do que procura, é de extrema importância.

    Outro macete é montar uma tabela com metragens, valores por metro quadrado, localizações e condições de pagamento. Com isso, será mais fácil se organizar e tomar a decisão certa.


    Visite a obra

    Visitar a obra do imóvel escolhido, caso ela já esteja em andamento, é indispensável para acompanhar se tudo está sendo realizado como o previsto. Ir no local, pelo menos uma vez ao mês, possibilitará perceber se os prazos estão sendo devidamente cumpridos e os materiais utilizados são os acordados em contrato.


    Registre o documento

    De acordo com a lei, a propriedade só é transferida depois de feito o registro no cartório de registro de imóveis. Entretanto, existem muitos relatos de compradores que se esquecem de realizar o mesmo depois da promessa de compra, o que faz com que eles não tenham direito a residência.

    Caso o registro seja feito alguns anos após a aquisição, o comprador ficará com o imóvel indisponível e com débito na previdência.


    Entre em contato conosco, estamos prontos para atender você!